Noel pode esperar - Parte 5



⠀⠀⠀⠀⠀Você já parou pra pensar em como tudo sempre foge do nosso controle? Parece que Ele sempre tem um plano, e ele nunca é compatível com o nosso. Melhor dizendo… raramente é compatível. 
⠀⠀⠀⠀⠀Tava tudo extremamente acertado, as borboletas em minha barriga já estavam calmas e nesse momento estaríamos os três em direção ao parque Ibirapuera para queimar o pouco tempo que nos resta até que eu pudesse correr para os braços de Will. 
⠀⠀⠀⠀⠀Mas Thayná tinha que bancar a desaparecida agora. Ela sempre foi assim. No quinto ano Thayná sumiu por uma semana, nada de mensagens ou presença nas aulas. Quando voltou fingiu que absolutamente nada tinha acontecido e seguiu com sua vida. Essa foi a primeira de muitas vezes em que ela se fez de invisível
⠀⠀⠀⠀⠀Continuo procurando em meio a multidão de pessoas apressadas, me recuso aceitar que ela fez mesmo isso. Pra onde diabos ela foi? Com Luiz? Merda Thayná!
⠀⠀⠀⠀⠀Estou me perguntando em que bueiro ela se enfiou quando vejo de relance o seu volumoso cabelo, muito distante de onde estou. Gritar não vai adiantar então eu corro, começo a gritar assim que me aproximo, e é quando eu percebo a merda que estou fazendo. 
— THAYNÁ ONDEVOCÊAIMEUDEUSOQUETAACONTECENDO????
⠀⠀⠀⠀⠀Thayná está com as mãos nos ombros de Luiz, mais uma vez. A diferença é que agora seus lábios se tocam, é uma cena tão perfeita que se não fosse a filha da puta da sua melhor amiga escandalosa, seria digna de cinema. Todos ao redor observam os dois, que estão ocupados demais para notar. Pelo menos estavam. 
⠀⠀⠀⠀⠀Minha amiga vira de súbito pra mim e seu olhar se transforma em uma ameaça. Eu entendo na mesma hora e começo a me desculpar. Eu estraguei o momento dela. 
— Meu Deus me perdoe, eu pensei que você tivesse sumido! 
— Pelo amor de Deus Sara, PELO AMOR DE DEUS! — ela grita — por que diabos você precisa ser tão escandalosa com tudo? 
— Desculpa — eu digo, como um gatinho indefeso. Luiz se aproxima e pousa sua mão sobre Thayná. Olho para ele pedindo por socorro.
— Calma Thay, nós podemos fazer de novo! Não tenho nada contra — ele solta, ignorando totalmente o campo de batalha em que acabou de se enfiar. 
⠀⠀⠀⠀⠀Mas funciona. 
⠀⠀⠀⠀⠀Thayná parece relaxar instantaneamente e meus ombros caem em resposta. Nós meio que sempre fomos assim, brigas e escândalos e desculpas.
 ⠀⠀⠀⠀Algumas amizades vão além das perfeições, outras se contentam com tão pouco. 
— Nem tudo é sobre você Sara — ela diz antes de me dar as costas. 
⠀⠀⠀⠀⠀Você pode não acreditar em mim agora, mas tente fazer um esforço para entender as coisas malucas de nossas vidas. O mundo não está mais como era, ele está morrendo. Nós assistimos a uma carnificina todos os dias e não existe absolutamente ninguém capaz de reverter isso. Porém, enquanto tudo isso acontece, nós continuamos vivendo e construindo os nossos sonhos. Acordamos e torcemos para que o dia seja bom, e que nossos objetivos sejam alcançados. Torcemos para que o protagonista de nossas vidas seja rico e bem sucedido. 
⠀⠀⠀⠀⠀Nós vivemos por isso. 
⠀⠀⠀⠀⠀E às vezes custamos a entender que na maior parte das vezes, somos apenas coadjuvantes. 

 Parte 6


Quer me ajudar levando "Noel pode esperar" para o maior número de leitores possíveis? Existem varias maneiras disso acontecer: Você pode ajudar comentando nos capítulos, divulgando com os amigos, compartilhando nas redes sociais e... se quiser ir ALÉM, pode também baixar um storie aqui e compartilhar no seu instagram

Ah, use #NoelPodeEsperar para eu te encontrar ;) 

0 comentários:

Postar um comentário